Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

AS MELHORES FOTOS DE CACHORROS - A competição anual do "The Kennel Club’s Dog Photographer of the Year," que premia os melhores fotógrafos caninos do mundo, recebeu neste ano 10 mil inscrições, de 74 países diferentes. Confira os três vencedores de cada categoria

VEJA AS MELHORES FOTOS DE CACHORROS DO ANO, VENCEDORAS DO PRÊMIO ⇨THE KENNEL CLUB’S DOG PHOTOGRAPHER OF THE YEAR⇦ A competição anual do "The Kennel Club’s Dog Photographer of the Year," que premia os melhores fotógrafos caninos do mundo, recebeu neste ano 10 mil inscrições, de 74 países diferentes. São 10 categorias, contando com algumas que aceitam até participantes mirins. Todas as fotos vencedoras serão exibidas no Kennel Club (organização que preza pelo bem estar de cachorros, oferecendo cursos e orientação para donos e adestradores), em Londres, na Inglaterra, entre 26 de junho e 31 de agosto. Para mais informações sobre as imagens vencedoras, visite o site oficial do Dog Photographer of the Year. Ganhador nas categorias Global e Melhor amigo do homem: Maria Davison, Portugal: "O melhor amigo de uma menina". Cachorro: Yzma, vira-lata e adotado(The Kennel Club)
Melhor amigo do homem - 2º lugar - Emma Williams - Reino Unido - Aguaceiro -Nome do cachorro: Gus, raç…

O CACHORRINHO E A POLTRONA


Estava em uma sala e ao meu lado havia uma poltrona, tipo estas conhecidas como poltrona da vovó. Estava com aparelho eletrônico nas mãos. Ao lado desta sala havia um pequeno corredor que dava para o portão da rua. Este portão era de grade. Havia ali um filhote de cachorro que estava latindo para algo que passava na rua. Este filhote de cachorro sempre ficava tentando morder meus pés quando eu estava ali. Aproveitando que ele latia para algo na rua, empurrei a poltrona para bem próximo da mesa, para impedir que o cachorrinho subisse nela e assim não me alcançar. Quando o cachorrinho me viu, veio em minha direção. Subi na poltrona e o filhotinho foi tentar subir na poltrona pela parte em que as pessoas que nela sentam, coloca os pés. Mas eu tinha encostado este lado na poltrona na mesa, de tal forma que ele não subiria. Assim ele ficou latindo em baixo da poltrona e eu fiquei em pé em cima dela, fazendo o que precisava com o aparelho eletrônico que estava comigo sem que o cachorrinho ficasse tentando morder meus pés.


Comentários